diumenge, 21 d’agost de 2011

Fernado Maurício *fado*

De la Companhia Nacional de Música, aquest CD reeditat el 2009, conté un bon grapat de temes que fan dir Si senyor!

N'escullo un per escoltar avui aqui, un fado musicat de Nóbrega e Sousa i lletra de Jerónimo Bragança que ens parla de l'amor en una sola direcció, de l'amor que no té més resposta que la indiferència o potser fins i tot la burla o l'escarni.

Ou tarde ou cedo

Nóbrega e Sousa / Jerónimo Bragança
Repertório de Fernando Maurício
Fechei os olhos, prendi-me todo
No mar de lodo que tu f
azes de quem te quer bem
Fiz tais figuras e fui tão louco
Que a pouco e pouco, por fim, c
heguei a ter dó de mim

Gostar de quem nos faz mal magoa cá dentro
Mas na vida, o principal é mesmo gostar d'alguém
Foi sempre assim, podes crer, t
ambém te vai suceder
Não é segredo, tudo se paga, ou tarde ou cedo.




Letra tirada do blog do amigo José Fernandes Castro

4 comentaris:

DM ha dit...

Olá Jaume:
Acho este disco um caso curioso. A editora actual é CNM. Será que é igual a editora que publicou a obra supostamente original (cuja é, a gloriosa Metro-Som)? Ouvi falado que não é, e que há um processo legal em caminho contra a CNM--mas isto pode ser polémica, inveja, etc. Do que eu me lembro das notas deste disco, não há menção qualquer do lançamento pelo Metro-Som. Além de tudo isto, acho este disco um dos meus preferidos do Fernando Maurício, então decidi pôr dois fados daí no meu blogue: http://fado-today.blogspot.com/2011/02/other-records.html
Abraço, DM

jaume ha dit...

Obrigado David pela visita ao meu cantinho defado, e pela tua nota sobre a editora que lançou o trabalho do Mauricio, Não sabia eu nada sobre isso, vamos lá ver o que acontece, mas quando hña dinheiro a ganhar, tudo fica mal...
Passei pelo teu blogue que está espetacular.
Parabéns ,ais uma vez pelo teu trabalho que ajuda muito a valorizar e divulgar o Fado.
Um grande abraço desde Barcelona.
jaume

DM ha dit...

Olá Jaume. As tuas dicas foram mesmo verdadeiras. Queria emendar o meu post original. Em vez de "a gloriosa Metro-Som", melhor ler "o catálogo glorioso da editora Metro-Som." Abraço, DM

mw ha dit...

A CNM tem no seu catálogo vários discos que me parecem dizer respeito a gravações que tenham passado a pertencer ao espólio publico. Penso que é o caso de alguns discos que contém as primeiras gravações de Amália. Há alguns discos como da Banda do Casaco que diz que os direitos estão reservados (salvaguardados). O Fernando Mauricio gravou para várias editoras e poderá ser o caso de alguma cujos direitos pertençam à CNM e cujo repertório FM tenha gravado mais tarde para a Metro-som.