dijous, 18 de març de 2010

Natércia Maria

A la ciutat de Porto també hi ha amor, dolor, desig...sentiments. Per això a Porto també hi ha Fado.
Això ens diu aquest poema de Fernando Campos de Castro la fadista Natércia Maria, portuense, que no havia tingut el plaer d'escoltar, i ara gràcies, una vegada més, a l'amic Fernando Batista duc aqui al meu cantinho fadista.
Diu la ressenya biogràfica del Dr. Júlio Couto a la portada del CD "Gritos da alma" que la Natércia, als tres anys ja cantava i encantava família i amics amb les cançons de l'època, per tant no resulta gens estrany que sigui tan castís i arrelat el seu "jeito" fadista.

Aquest "Gritos da Alma" gravat el 2009, és sens dubte una explosió, un desig tal vegada molt temps reprimit de dir-nos -"Mireu aqui estic i així canto, amb tota l'ànima en cada fado que canto".

Parabéns Natércia e um beijinho.
Podeu escoltar més en aquests enllaços
http://www.youtube.com/watch?v=XepLcD1wZqQ&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=cePfMgQpc6A&feature=related
http://naterciamariafado.com.sapo.pt/


Poema de Fernando Campos de Castro i música de Vitor Cardoso.


No Porto também há fado

Fernando Campos de Castro / Victor Cardoso
Repertório de Natércia Maria

No Porto também há Fado

Quando a noite se avizinha
E a cidade nos parece
Que é mais triste e mais sozinha

Quando o silêncio descansa
Com ternura a nosso lado
No Porto também se canta
No Porto também há Fado

Quando há sombra nas vielas
E se acendem as janelas / Num beco mal afamado
Quando os amantes se beijam
E dois corpos se desejam / No Porto também há Fado

No Porto também há Fado
Quando a dor a nós se agarra
Quando alguém amargurado
Veste a voz de uma guitarra

Quando vens para meu lado
Enquanto dorme a cidade
No Porto também há Fado
Com sabor a liberdade