dijous, 6 d’agost de 2009

Llibert


O Llibert, o meu filho mais velho, é um grande amante da música. Ele gosta, além da música de hoje, da que se fazia nos anos da minha mocidade. Nos últimos tempos, por casa de ouvir tanto fado, gosta dele bastante, e claro tem as suas preferências.
Perguntei-lhe assim. -Que fado gostas mais? E sem duvidar um momento contesto: -É tão bom ser pequenino!!!

Eu sabia que ele gostava deste fado, e mais quando é cantado pelo admirado Rodrigo, mas como já fiz um post dele com um vídeo que encontrei no Youtube hoje vamos a ouvi-lo pelo Rei Fernando Maurício.
Dedicado ao Llibert



É tão bom ser pequenino
João Linhares Barbosa / Popular *fado corrido*
Repertório de Fernando Maurício

É tão bom ser pequenino
Ter pai, ter mãe, ter avós
Ter esperança no destino
E ter quem goste de nós

Vem cá José Manuel / Dás-me a graciosa ideia
De Jesus na Galileia / A traquinar num vergel
És morenito de pele / Como foi o Deus menino
Tens o mesmo olhar divinov / Ai que saudades eu tenho
Em não ser do teu tamanho
É tão bom ser pequenino

Os teus dedos delicados / Nessas tuas mãos inquietas
Lembram-me dez borboletas / A voejar nuns silvados
Fui como tu, sem cuidados /Também já corri veloz
Vem cá, falemos a sós / Dum caso sentimental
Que eu vou dizer-te o que vale
Ter pai, ter mãe, ter avós

Ter avós, afirmo-to eu / Perdoa as imagens minhas
É ter relíquias velhinhas / E ter mãe, é ter o céu
Ter pai assim como o teu / Que te dá o pão e o ensino
É ter sempre o sol a pino / E o luar com rouxinóis
Triunfar como os heróis
Ter esperança no destino

Tu sabes o que é a esperança / O sonho, a ilusão a fé?
Sabes lá o que isso é / Minha inocente criança!
Tu és fonte na pujança / Eu, o rio que chegou á foz
Eu sou ante e tu após / Ai que saudades, saudades
A gente a fazer maldades
E ter quem goste de nós

(letra tirada do blog fadosdofado)

2 comentaris:

Anònim ha dit...

Obrigado pela homenagem que faz neste blog ao Rei do Fado FERNANDO MAURÍCIO.
Sou o autor do blog http://fadistao.blogspot.com/

Um abraço

José Veiga (Marujo Baptista)

jaume ha dit...

Caro amigo José,
fiquei contente de ler a sua mensagem. O seu blog é para mim referência no relativo ao extraodinário Maurício de quem gosto particularmente.
Embora eu seja catalão gosto imenso do fado e neste meu cantinho tento divulgá-lo no meu país.
Um abraço e o meu obrigado.
jaume