dissabte, 29 de març de 2008

NÉVOA




Del cd MAR DE FADO editat el 2002, aquest poema d'Amàlia Rodrigues amb música d'Eduard Iniesta.

ILUSÃO


O mundo fez em bocados
O meu pobre coração
Que eu trazia sem cuidados
Na palma da minha mão

Roubaram-me a confiança
E a ilusão com que nasci
Desde então perdi a esperança
E nunca mais me iludi

A vida desfez em choro
O sol que eu tinha no olhar
Na solidão onde moro
Meus olhos são p'ra chorar

Meus olhos são p'ra chorar
meu coração p'ra sofrer
Minhas mãos para fechar
meu corpo para morrer.