dilluns, 14 de juliol de 2014

Un agraïment

Fa uns dies en una trobada al Palau de la Música, els amics i companys del Grupo de leitura de português Neus i Francesc, em van fer l'obsequi que aqui reprodueixo. Es tracta d'una petita col·lecció de segells de fadistes que van comprar per obsequiar-me en un alfarrabista de Lisboa.
Els ho agraeixo molt.
Com vaig escriure en el post anterior, ells i també l'Aina i un amic d'ells del qual lamento no recordar el nom, vam passar una bonica i intensa nit de fados a A Viela do Fado a Alfama, la qual cosa penso que vam gaudir tots i que espero que poguem tornar a repetir.
Molt agraït, amics, pel present, que guardaré al costat dels meus petits tresors relacionats amb el fado.
La Neus que va gravar quasi tota la vetllada, també em va passar tot el material, del qual he triat aquestes Saudades de Júlia Mendes -un clàssic- cantat per la nostra Sandra Correia.
 Muito obrigado amigos....
 Saudades de Júlia Mendes


El reproductor no funciona degut a la página DivShare.
Us deixo un video de Janelas do Fado de 2009






César d'Oliveira / Rogério Bracinha / Paulo Fonseca / João Nobre


Oh Júlia... trocas a vida p'lo fado
O fado, esse malandro e vadio
Oh Júlia... olha que é tarde, toma cuidado
Leva o teu xaile traçado porque de noite faz frio
Oh Júlia... andas com a noite na alma
Tem calma, ainda te perdes p'ra aí
Oh Júlia... se estás no mundo vencida
Não queiras gostar da vida que ela não gosta de ti

Não chores coração, tu és um tonto sem razão
Viver só por viver não leva a nada
Aceita a decisão que os fados trazem ao nascer
Todos nós temos de viver de hora marcada

Se Deus me deu a voz, que hei-de eu fazer senão cantar
O fado e eu a sós queremos chorar
Eu fujo não sei bem de quê, do mundo ou de ninguém
Talvez de mim, quando oiço alguém dizer-me assim.
Letra tirada do blog fadosdofado