dijous, 6 de maig de 2010

Pomba Branca


Maximiliano de Sousa, madeirense, a qui ja hem escoltat en aquest "cantinho" el tema Vielas de Alfama, avui ens regala aquest Pomba branca del poeta de Porto, Vasco de Lima Couto.


Particularment crec que la veu i la versatilitat de Max, nom amb que es coneix aquest polifacètic personatge, és de les més agraïdes de sentir, i amb aquest tema, un clàssic que no podíem deixar de dur aqui, penso que passarem una bona estona.


Pomba branca

Vasco de Lima Couto / Maximiano de Sousa *Max*
Repertório de Max

Pomba branca, pomba branca
Já perdi o teu voar
Naquela terra distante
Toda coberta p'lo mar

Fui criança, andei descalço / Porque a terra me aquecia
Eram longos os meus sonhos / Quando a noite adormecia

Vinham barcos dos países / Eu sorria, de os sonhar
Traziam roupas felizes / As crianças dos países
Nesses barcos ao chegar

Depois mais tarde ao perder-me / Por ruas doutras cidades
Cantei meu amor ao vento / Porque sentia saudades

Saudades do meu lugar / Do primeiro amor da vida
Desse instante a aproximar / Os campos do meu lugar
Á chegada e á partida
.

Potser us agradarà també cantada per la Dulce Pontes i el Paulo de Carvalho.

8 comentaris:

Rosa Maria ha dit...

Gràcies amic:
Aquest fado em mou emocions, em fascina escoltar-lo. M'entendreix.

Chela ha dit...

¡Hola Jaume!

Gracias por recordarme tu blog.
Hacia mucho que no visitaba a los amigos y casi no publico. Tenia saturado el ordenador y tuve que esperar a que un amigo me lo pusiera otra vez a punto.Y esta semana estoy pasando una gripe que me dejo sin ganas de ponerme al teclado.Pero bueno, ya estoy otra vez aquí.

Precioso este fado, que se titula como una de mis habaneras preferidas, que también canta a la distancia y las ausencias en otras orillas, con un sentimiento de saudade y de recuerdo.

Un afecturoso saludo, enviado por una paloma blanca mensajera.

jaume ha dit...

Rosa Maria, ja sabia que aquest era un dels teus preferits....
beijinho
jaume

jaume ha dit...

Querida Chela, llegó la paloma-correo con ese saludo que agradezco tanto.
Un beijinho y mis deseos de pronta recuperación.
Vuelve siempre.
jaume

o escriba ha dit...

Boa Noite!

Sinceras saudações para este blog sobre fado, numa língua que não a portuguesa. É muito bom saber e ver que a nossa manifestação musical mais querida é também apreciada e bem tratada além fronteiras.

Um abraço

yolanda de carvalho ha dit...

Olá Jaume! obrigado por me teres enviado Nevoa. Conheço o trabalho dela, e fico feliz por ver que o fado, tambem pode ser cantado, por vozes que não sejam apenas portuguesa. Aqui em POmba Branca,pode-se apreciar a este grande nome que é MAX, sem duvida que é muito lindo como todos sabemos,mas eu , continuo a gostar mais do poema a Noite, que tambem e do MAX e desse magnifico poeta que foi VASCO LIMA COUTO, um abraço da yolanda

jaume ha dit...

Muito obrigado Escriva por ter-me visitado e pelas suas palavras que são de muito valor para mim para seguir com esse empenho em divulgar o fado no meu pais.
volte sempre,
Saudações fadistas
jaume

jaume ha dit...

Cara Yolanda fico feliz por gostares tanto de Max como eu gosto. É verdade que o poema Noite é maravilha, mas também Vielas de Alfama, ou Já me deixou, qualquer coisa que ouço dele, gosto.
Vamos lá ver se podemos nos conhecer pessoalmente, pois o 23 de Junho vou a Lisboa uns dias.
Logo escrevo um mail
beijinhos
jaume